Adido x Encostado: você sabe a diferença?

O “encostamento” é um instituto jurídico criado com o intuito de garantir, sobretudo aos desincorporados, o direito à assistência médico -hospitalar de que necessitem para restabelecerem a sua plena capacidade laborativa comprometida durante a prestação do Serviço Militar.

O militar “encostado” não recebe remuneração, não é considerado militar da ativa, e portanto não se submete à hierarquia e disciplina das Forças Armadas, estando vinculado somente para fins de tratamento de saúde.

Já o adido é uma condição do militar da ativa, que continua recebendo remuneração, bem como permanece com registro de alterações, ficando somente afastado do expediente. Tal condição pode se dar em virtude de incapacidade temporária para as atividades militares, enquanto espera solução de desligamento do serviço militar ativo, ou transferência para reserva, entre outras.

Tal condição não é eterna, sendo legalmente estipulado o limite máximo de 1 (um) ano.

Ficou com dúvidas? Deixe seu comentário ou entre em contato conosco.

Jalil Gubiani Advogado Militar | advogadomilitar.adv.br
#jalilgubianiadvogados #advocaciamilitar #advogadomilitar #direito #advocacia #advogada #justiça #direitomilitar #militar #forcasarmadas #forçasarmadas #forcaaerea #forcaareabrasileira #exercitobrasileiro #marinhadobrasil #FAB

Laís Jalil Gubiani
Laís Jalil Gubiani
Laís é advogada especialista em Direito Militar. Com mais de 10 anos de experiência na defesa dos militares com muitos êxitos em diversos temas relacionado ao Exército Brasileiro, Marinha do Brasil e Aeronáutica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat